domingo, fevereiro 15, 2009

Amor de Folião
foto: reprodução


O carnaval está aí e o que ela mais quer? Não vê a hora de cair no samba e sentir o som tocar num só ritmo, envolvendo aos poucos seu coração, entregando todo seu corpo para essa batida. Quer mais é se jogar na folia e sentir todo aquele suor vindo de corpos embriagados de paixão e energia. Samba, suor e paixão, combinação perigosa! Que reação isso poderia causar? Amor, essa seria a reação. Um amor de folião, desses que duram apenas quatro dias e o máximo que se pode dizer é que foi bom o tempo que durou, mas que sem dúvida será inesquecível. Todas as fantasias se afloram na multidão carnavalesca, colombinas e mascarados, todos assediando e sendo assediados, brincando de amar e ser amada. E quem não gosta desta brincadeira? Dias e noites são emendados uns nos outros na orgia de seus muitos desejos. Não há tempo para descanso. Vários olhares, múltiplas possibilidades para dois corpos se sentirem únicos na magia do carnaval. E ela se deixa levar com pretensão, assim como todos ali. O carnaval é uma festa louca, para loucos conscientes de que na dura quarta-feira, essa doce ilusão, regada a beijos e serpentina, termina! Descobre então que este amor, que surgiu na empolgação do momento, veio fantasiado e é desmascarado aos berros pela dor do coração, de que tudo acabou e ficou lá, misturado nas cores dos confetes jogados no chão. Saciada de afeto, nunca mais soube desse brevíssimo amor de carnaval, fugaz e disseminado na emoção!

Um comentário:

Rosane Gonçalves disse...

Oooooooooolha quem estou aqui!!!

Vamos atualizar gente!!!!

Saudades!
bjos